12 MANEIRAS PARA SE TORNAR ELEGANTE

A maneira como nos vestimos diz muito sobre nossa personalidade e sobre nosso estado de espírito. Ser elegante não se relaciona apenas com a forma como nos vestimos. Grande parte do que classifica uma pessoa como elegante vem do modo como ela se comporta no mundo e lida com os outros. Apesar disso, há algumas escolhas que podem ser feitas em relação a roupas que ajudam a “elevar” um pouco o look, fazendo com que ele pareça mais sofisticado.
É importante saber também que a elegância no vestir não se dá somente em looks formais ou festivos. Escolhas elegantes podem ser feitas em todas as ocasiões, quando você aprende a respeitar e aproveitar seu próprio estilo pessoal, fazendo com que a moda trabalhe a seu favor e não contra você.
Uma mulher elegante é aquela segura de si, aquela que pula as tendências que não fazem seu estilo, e veste o que reflete sua personalidade e imagem”.
Sendo assim, seguem-se 12 dicas que farão toda diferença na sua escolha:
 
1. Conheça o formato do seu corpo e orgulhe-se dele
Ampulheta: o corpo ampulheta apresenta o busto e o quadril com a mesma medida (ou muito próximos) e a cintura mais fina. De acordo com especialistas, peças que marquem bem a cintura ressalta a beleza desse formato de corpo.
Retângulo: o corpo retângulo não apresenta muita diferença entre as medidas dos ombros, cintura e quadris. Ao contrário do corpo ampulheta, esse corpo não lida tão bem com roupas que marquem a cintura ou vestidos transpassados. Peças de alfaiataria deixam esse tipo de corpo ainda mais elegante.

Triângulo ou Pêra: nesse tipo de corpo, os quadris são bem largos e os ombros estreitos. Para buscar criar harmonia, a dica é dar volume aos ombros, equilibrando-os com a largura do quadril.

Triângulo invertido: como o nome já sugere, esse formato de corpo é o oposto do anterior. Aqui, os ombros são mais largos do que os quadris e as coxas. E se no formato anterior a ideia era chamar a atenção para a parte de cima, aqui chamaremos a atenção para a parte de baixo.

Oval ou Maçã: no corpo oval, a cintura, os ombros, as costas e o peito são maiores que os quadris e as coxas.

2. Saiba que cores caem melhor em você 

Há pessoas cujo subtom da pele é mais frio, se aproximando mais do azul ou do roxo. Há outras cujo subtom é mais quente, tendendo ao laranja e ao amarelo. Há ainda aquelas pessoas com o subtom mais neutro, com uma mistura dos tons anteriores.

usar cores que combinem com você traz uma impressão de mais viço e saúde à pele, enquanto que as cores do subtom contrário podem dar a sensação de envelhecimento.

Cores de roupa: Vista ou coloque perto do rosto uma peça de roupa preta e uma marrom. Na sequência, coloque uma branca e uma off-white ou creme. Por último, uma bem azul e uma amarela. Se seu rosto parece mais saudável (e as olheiras menos aparentes) com as cores preta, branca e azul, é possível que você tenha subtom frio.

Se forem o marrom, o off-white e o amarelo que te dão um ar mais saudável, seu subtom deve ser quente.

3. Valorize seus pontos fortes

Destaque o que você ama em seu corpo em vez de tentar esconder ou disfarçar o que não gosta.
 
4. Aposte no minimalismo ao se vestir  

Menos é mais

Essa é a regra suprema do estilo minimalista, o que não impede a criação de um look elaborado e com acessórios. O foco está em se trabalhar com menos cores, menos mistura de acessórios, etc.

Tons neutros como preto, azul marinho, branco, cinza e tons terrosos é uma fórmula simples e rápida para dar um pouco mais de elegância ao look.

5. Tenha peças-chaves para “elevar” o look 

Há algumas peças que em si mesmas já carregam elegância. Um vestidinho preto básico, por exemplo, pode fazer toda a diferença. Da mesma forma, algumas peças oriundas do guarda-roupa masculino, como camisas e blazers, assim como certos calçados, como o scarpin, têm o poder de deixar qualquer calça jeans com um aspectos mais refinado.

6. Atente-se às pregas e volumes dos tecidos

Pregas e outros tipos de texturas e cortes podem acrescentar volume à sua imagem. Isso pode ser excelente, se o fizer intencionalmente, acrescentado o volume no ponto onde você precisa equilibrar sua imagem. Só tome cuidado para não adicionar volume onde você já tem bastante, pois seu visual vai se desequilibrar (a menos que essa seja a intenção do seu look).

7. Comprimento das calças 
 
No caso de uma calça tradicional, deixe que ela toque no peito do pé para alongar a silhueta, dando a mesma impressão de figura vertical e longilínea. A barra da calça deve parar no meio do salto. Se for usar uma sapatilha ou um sapato baixo, dobre um pouquinho a calça para que a barra não fique arrastando no chão.

Calças de cintura alta, com camisa por dentro, tendem a diminuir a região da barriga e quadris, alongando a silhueta.

8. Menos é mais (em relação à quantidade de peças que se tem)

Ter menos peças facilita as combinações e agiliza o processo de se vestir.

9. Invista nos acessórios 
 

Baratos e elegantes, certos acessórios tem o poder de trazer um aspecto mais elegante ao look. Assim como:

Lenços e cachecóis

Você pode usar de diferentes jeitos e em diferentes ocasiões, além de aquecer, eles sempre adicionam um toque de elegância ao visual.

Sapatos

Bolsas

Opte por aquelas que sejam mais fáceis de combinar com a maioria de suas roupas. Além disso, note que as bolsas também criam um volume no look. Assim, quem tem o quadril mais larguinho, pode preferir bolsas que fiquem mais para cima, na altura da cintura ou sob o braço.

10. Adeque os looks ao ambiente 

Estar elegante também tem a ver com estar adequada à situação (considerando e respeitando seu estilo ao mesmo tempo). Preste atenção ao tipo de evento ao qual você vai e escolha algo que combine com o caso. Eventos informais pedem trajes informais. Festas sociais diurnas pedem mais leveza no traje do que as noturnas, e assim por diante.

11. Procure seu estilo 

Você só vai descobrir realmente o que combina com você experimentando. Varie as combinações, procure referências, troque os acessórios. Teste até que esteja segura e confortável com sua imagem, sabendo o que dá certo e o que não dá certo para o seu corpo e seu estilo.

12. Use o que te faz bem 

Se sentir bem com uma peça de roupa vai fazer com que você se sinta autoconfiante, e autoconfiança é o ponto mais importante para que você transmita a sensação de elegância para as outras pessoas.

Materia , Victoria Pinto

administrator

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *